sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Resenha: Um Dia (Rêê)

Um Dia - David Nicholls
Editora: Intrínseca
Páginas: 415

Sinopse: Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.

Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

SPOILER, SPOILER, SPOILER, SPOILER, SPOILER, SPOILER, SPOILER, SPOILER KKK



Um dia, um bom livro, que te prende, que te emociona, um pouco confuso as vezes (pelo menos para mim), mas uma ótima companhia, principalmente para quem não quer ler aquele romance que termina com um “e eles foram felizes para sempre”...


Isso não quer dizer que não seja um bom romance, emocionante, alias, é isso que faz o livro ser tão bom. Você acaba se prendendo na história de Em e Dex, Dex e Em... Dois jovens que se conheceram na sua formatura e criaram uma amizade/amor/romance e que dura muitos anos (mas muitos mesmos), apesar dos altos e baixos, alegrias e tristezas, como a vida de cada um de nós.

Às vezes, o que mais queremos está a nossa volta, só basta enxergarmos e acreditar nelas, nos nossos sonhos.

Simplesmente amei o livro, não sei nem como descrever... Sem contar que foi um presente de dia dos namorados, meu mor Yuri que me deu *---* usiahsuia.

Ah, e o diferencial da história é que cada capítulo é o dia 15 de Julho de um ano diferente, de 1988 até 2007, com coisas que aconteceram naquele dia e com algumas lembranças para entendermos a história.
E não aconselho a ler a resenha a partir daqui se você ainda não leu o livro..

Caraaaca meo, por que a Emma tinha que morrer? Logo quando a vida dela tava se ajeitando? Tinha uma “filha”, mesmo que fosse só “emprestada”, tinha o amor da vida dela, escrevia os livros como ela sempre quis... Poxa, isso que me deixou triste :/, mas NÉ, a vida é assim mesmo.. O importante é não desistir dos sonhos e viver cada dia intensamente :D (que fim de resenha melancólico D: siuahsa).

2 comentários:

  1. Oie,
    eu li esse livro faz alguns meses e gostei bastante, mesmo sendo um pouco triste.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do blog, as rsenhas são bem detalhadas e nao deixam o leitor com nenhum tipo de duvida sobre o livro! Sempre me indicaram muito esse Um dia, mas agora que li sua resenha vou coloca-lo em minha listinha de leitura.
    Se puder visitar ou seguir meu blog eu vou amar!
    ps:se seguir deixa o seu link em um comentário lá pra eu rtb.

    ResponderExcluir